top of page
  • laedpucrio

XXXI Simpósio Brasileiro de Política e Administração da Educação: Apresentações de Willer Moravia

Entre 3 e 5 de abril de 2024, as prestigiadas Universidade Federal de Goiás (UFG) e Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC Goiás) sediaram o XXXI Simpósio Brasileiro de Política e Administração da Educação. Este encontro significativo reuniu destacados acadêmicos brasileiros especializados em política e administração educacional, proporcionando uma plataforma para a troca de conhecimentos e experiências inovadoras no campo.



No último dia do simpósio, 5 de abril, o acadêmico Willer Moravia teve a oportunidade de apresentar dois estudos: Mudanças exógenas no contexto de implementação: implicações da Reforma da Administração Pública para a Educação Pública e Perspectivas e desafios metodológicos na mensuração de preconceito e discriminação em ambientes educacionais.


A primeira apresentação corresponde ao estudo recente realizado por Willer Moravia e Naira Muylaert, que analisou as implicações da reforma da administração pública brasileira, iniciada em 1995, sobre a educação pública no município do Rio de Janeiro. O trabalho revela como a reforma, fundamentada no gerencialismo, estimulou a colaboração entre o Estado e entidades sem fins lucrativos na oferta de serviços educacionais, marcando uma transição para uma gestão baseada em parcerias. De 1996 a 2022, houve um aumento significativo na participação dessas entidades, evidenciando uma complexificação da governança educacional. Este fenômeno reflete uma transformação nas estratégias de implementação e gestão educacional, ilustrando um novo paradigma de funcionamento para a educação pública que persiste independentemente das mudanças de gestão municipal. O estudo sublinha a importância de compreender os impactos das mudanças exógenas nas políticas públicas, especialmente em setores críticos como a educação, para avaliar o efeito das decisões governamentais no desenvolvimento e na concepção de políticas educacionais.


A segunda apresentação corresponde ao trabalho produzido por Naira Muylaert e Willer Moravia, onde são explorados os desafios e perspectivas metodológicas na mensuração quantitativa de preconceito e discriminação em ambientes educacionais. Trata-se de uma discussão desenvolvida com base em reflexões obtidas no desenvolvimento da etapa quantitativa da pesquisa "Políticas Públicas de Ação Afirmativa e Desigualdades Sociais e Raciais na Educação Básica", conduzida em colaboração entre os pesquisadores do Laboratório de Avaliação da Educação e acadêmicos da PUC-Rio. Empregando uma abordagem quantitativa, a pesquisa se valeu de um questionário meticulosamente elaborado, composto por itens que sondam crenças preconceituosas, medem a distância social e registram o conhecimento sobre práticas discriminatórias, inspirando-se no Projeto de Estudo sobre Ações Discriminatórias da FIPE. Muylaert e Moravia destacaram a complexidade de capturar com precisão atitudes e comportamentos discriminatórios, enfrentando obstáculos como as tendências dos respondentes a oferecer respostas socialmente desejáveis e as variadas interpretações dos questionários. Para enfrentar esses desafios, foi implementado um rigoroso processo de validação do instrumento de pesquisa, que incluiu avaliação por especialistas de diversas áreas e a realização de pré-testes em diferentes escolas. Essa etapa crítica permitiu o refinamento do questionário com base no feedback dos participantes, a utilização de simulados para a familiarização com as escalas e a coleta de feedback pós-resposta para avaliar o impacto emocional nos participantes. Este estudo não apenas lança luz sobre as dificuldades inerentes ao trato de temas sensíveis em pesquisas, mas também ressalta a importância de desenvolver estratégias metodológicas detalhadas e bem fundamentadas para assegurar a obtenção de dados válidos e confiáveis em investigações sobre discriminação e preconceito no ambiente escolar.


A apresentação desses trabalhos no simpósio não só enriqueceu o diálogo sobre políticas e administração educacional no Brasil, mas também reafirmou a importância da pesquisa rigorosa e orientada para a ação no desenvolvimento de estratégias educacionais que promovam justiça social e igualdade de oportunidades para todos.



Texto de Willer Moravia

Publicação de Maria Eduarda Cunha

11 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page